PERÍODO DE NOJO

STI Nojo2

Depois das mentiras, das conotações, e para tristeza dos nossos seguidores, impusemos a nós próprios um período de NOJO!

NOJO pelos resultados, NOJO pelas pulhices, NOJO por todos aqueles que se sentam à volta e alinham (ainda) com o indivíduo que descapitaliza o STI.

Eles vão tomar posse dia 7.

Esperam-nos a nós (enquanto lá estiverem) dias negros, pois pare eles será o forró do costume, agora com peças de alto gabarito…

Mas nós por cá continuaremos a manter-vos informados.

 

Olho Vivo & Zé D’Olhão

PAULO RALHA É PARA ESQUECER! A MÁSCARA CAIU! AFINAL FOI ele que patrocinou a lista B ao Conselho Fiscal!

A DENÚNCIA! Por OLHO VIVO e ZÉ D’OLHÃO!

Todos nós, ou quase todos receberam esta missiva na sua caixa de correio, enviada pela Lista A do Conselho Fiscal.

Perante a firmeza e independência , querem uns badamecos nesse lugar, para continuar a falcatruar, isto se fosse eleito, mas por estas e por outras, vamos coloca-los a trabalhar.

Vejamos pois a notícia, para a Comunicação Social poder ler, na qual o outro candidato diz tudo:

Resumindo: João Guerra diz: SÓ SEI QUE NADA SEI! O Snr Vasco Mesquita do Porto, uma das novas aquisições de ralhas e morenos é que anda na má língua!

VEJAM pois…

LISTA A CF

Caros Colegas   Em circunstâncias normais, hoje seria o dia em que simplesmente apelaríamos a que no próximo dia 2 de Novembro votassem massivamente e que, para a eleição do Conselho Fiscal, o fizessem preferencialmente na lista A. Ao iniciarmos esta campanha, propusemo-nos fazê-la com ética e com respeito pela outra lista concorrente. Lamentavelmente, essa lista desrespeitou-nos e desrespeitou os sócios, em indignos comunicados de campanha que mais não são do que um chorrilho de atoardas, disparates e mentiras ofensivas, sem qualquer fundamento, sem qualquer razão justificativa. Para tentarmos perceber o motivo de tão feroz ataque, contatámos telefonicamente o candidato a presidente da lista B, o João Guerra, de quem, até agora, tínhamos a melhor das opiniões, enquanto pessoa e enquanto colega, que sempre achamos incapaz de atitudes como as que se expressaram nos comunicados. Para nosso espanto o João Guerra explicou-nos que nada sabia dos comunicados, pois havia delegado esses assuntos num tal senhor de Mesquita que embora fazendo parte da sua equipa não conhecia pessoalmente, já que a lista tinha sido formada a partir de diligências de membros da atual Direção Nacional e, pela mesma razão, também não conhecia os restantes elementos que constituem a sua lista. Ficamos pasmados! Um candidato a presidente do Conselho Fiscal que desconhece os membros da sua equipa e que não intervém ou sequer conhece os conteúdos dos documentos de campanha. Isto é, no mínimo, surreal! Uma candidatura que se diz independente e que nasce da iniciativa de membros da atual Direção Nacional??? Provavelmente, se vierem a ser eleitos, só terão por objetivo branquear os atos despesistas do atual presidente da DN e de alguns dos seus membros, tão comuns ao longo último mandato, situações devidamente reportadas pelo atual Conselho Fiscal aos órgãos competentes, entre as quais, duas participações ao Conselho de Disciplina. Ao senhor Mesquita, prestamos-lhe os seguintes esclarecimentos, que servirão também para esclarecer os sócios que eventualmente se tenham iludido com a baixeza da sua missiva: – O Conselho Fiscal jamais colocou qualquer relatório, memorando, participação ou comentários nas redes sociais. Quem inundou as caixas de correio institucionais foi o presidente da direção nacional, Paulo Ralha, numa resposta patética e descontextuada a um memorando que tínhamos remetido apenas aos órgão nacionais e distritais; – O atual presidente do Conselho Fiscal, que tem os mesmos direitos que o presidente da Direção Nacional, usa o seu telemóvel pessoal, pago por si, para quaisquer contactos, incluindo os de índole sindical; – O atual presidente do Conselho Fiscal, embora tivesse esse direito, nunca deixou de aderir às greves decretadas pela Direção Nacional, mesmo quando discordou da sua convocação; – Os que o senhor apelidou acintosamente de “fiscais do alfinete” apenas pretenderam evidenciar uma despesa com a compra de alfinetes de prata, de cerca de € 1.500, montante muito significativo em tempo de “vacas magras” despesa que, porque nada consta em ata sobre esse assunto, terá sido realizada pelo senhor Paulo ralha sem autorização e à revelia dos restantes membros da Direção Nacional. Grande parte dos alfinetes foram posteriormente oferecidos pelo presidente da Direção Nacional aos sócios aposentados, num ato de pura pré-campanha eleitoral, o que não deixa de ser lamentável. – Relativamente ao rapel do seguro, cujo montante era de € 33.759,80 e não os € 71.130,42, que refere no seu comunicado (que falta de rigor sr. Mesquita!), apraz-nos informá-lo que foi justamente a ação do Conselho Fiscal que desbloqueou a situação, como consta do relatório ad hoc elaborado e que poderá consultar na sede nacional do STI. Por fim senhor Mesquita deixamos-lhe um conselho: tenha ética nas relações, rigor no que diz ou escreve e respeito pelas pessoas, particularmente pelas que são mais velhas do que o senhor e que têm muito mais anos de serviço na nossa casa, muito mais anos de dedicação e apoio à causa sindical. Queremos dizer aos sócios do STI que não nos sentiremos molestados se perdermos estas eleições, se for essa a opção dos sócios. A nossa recandidatura apenas aconteceu pela preocupação resultante de algumas atitudes cometidas por certos membros da atual Direção Nacional, que fomos constatando ao longo dos últimos quatro anos, e que gostaríamos de ver salvaguardadas, como sempre tentamos fazer. Se perdermos, é óbvio que ficaremos tristes, muito em particular porque deixariam de ter a oportunidade e o privilégio de conhecer e de usufruir do trabalho de uma colega excecional, de enorme competência, simpatia e simplicidade, a Olga Hilário, jurista nos serviços centrais da AT, que, se formos eleitos, sem dúvida assegurará, no futuro, a transição para uma nova equipa que se paute pelos mesmos valores que sempre nortearam o trabalho que desenvolvemos ao longo dos nossos mandatos.

Dia 2 de Novembro é teu dever votar.

Dia 2 de Novembro vota no respeito, na dignidade e na seriedade.  

Dia 2 de Novembro, para o Conselho Fiscal, vota lista A.

ESTA, NÃO ESPERÁVAMOS NÓS! – POR OLHO VIVO E ZÉ D’OLHÃO

ESTE STI É UM DEBOCHE!

Confesso que estávamos cansados de ler tantas falcatruas. Pior ainda, haver quem não acreditasse.

Os culpados têm nome!

O Conselho de Disciplina por não avançar, nem informar os sócios sobre o que se passa, permitindo que haja candidatos que ROUBAM descaradamente o STI.

A Mesa, por saber e contar a alguns, e permitir, com os dados que tem em mão que o prevaricador se recandidate, ou antes, não avisar os sócios das graves acusações de PECULATO que sobre ele recaem.

Sabemos que foi questionado o presidente do STI sobre;

O motivo pelo qual os abastecimentos de gasóleo no veículo Honda em Braga eram feitos em dinheiro?

A resposta do snr Ralha, foi de que o posto da Galp, onde abastece, não possui terminal multibanco!!

Vejam em anexo um documento pago por ele de 40 euros com cartão multibanco.

Factura gasóleo braga MultibancoPG cartão Factura gasóleo braga Multibanco

Perguntaram-lhe:

Porque motivo se autofinanciou em 700 euros (levantados em Janeiro) durante quase 2 meses (PECULATO DE USO)? É que dos € 700 que levantou, “usou” 225 euros, existindo uma diferença de 475, tendo apenas reposto a diferença em 25//2/2015.

Tal significa que o snr Ralha utilizou, de forma injustificada e em proveito próprio, dinheiros do 5TI, reportando-se 300 €, a um período de 48 dias e € 175, a um período de 28 dias. !!!!

Chegaram-nos também estas pérolas que o Conselho Fiscal denunciou:

Documento de despesa nº 307, que reporta à fatura simplificada nº 0325/B, respeitante à aquisição de um caixilho com as dimensões de 1,27 por 0.86 metros, no montante de € 259,42, a qual lhes causou estranheza por ser um valor expressivo para uma moldura. Perante tal, fizeram uma análise mais detalhada da situação, tendo fotografado a moldura, sem identificar a sua proveniência e pediram, na mesma empresa, um orçamento, para um trabalho exatamente igual e com as mesmas medidas. A resposta, verbal, que lhes foi comunicada, apontava para um preço entre € 100 e € 120, caso fosse aplicado vidro antirreflexo. Ou seja, uma diferença superior a 150%, relativamente ao preço constante da fatura, tendo achado também estranho, o fato de ter sido o presidente da DN a tratar de um assunto relacionado com uma simples moldura!

Moldura Pagamento moldura multibanco

Acharam também estranho que a moldura destinada à sede do STI em Lisboa tivesse sido feita num estabelecimento que é quase paredes meias com o serviço de finanças de Barcelos, local de “trabalho” do Sr. Paula Ralha;

Acharam também estranho que o pagamento tenha ocorrido de uma forma surpreendente, mesmo inexplicável, porquanto se concretizou, em dois pagamentos! Um de 159 euros, através de pagamento com cartão multibanco e os restantes 100 euros, em cash, efetuados simultâneamente!

DENUNCIAM também a veracidade da fatura FAC 15 (em anexo) Denunciam no valor de 1.014,14 euros!

REPARAÇÃO CARRO

Dizem eles, os do Conselho Fiscal!

Pelo descritivo da fatura parece-nos que a mesma se reporta à reparação de um sinistro ocorrido com a viatura 96-DL-41, pertencente ao STI e adstrita ao Sr. Presidente da DN. Quando dizemos parece-nos é porque ninguém, mesmo na parte administrativa do STI, teve conhecimento da ocorrência de qualquer sinistro com a dita viatura. Mas ainda que tal tivesse ocorrido a mesma encontra-se salvaguardada por um seguro contra todos os riscos que, nesse caso, deveria ter sido utilizado, minorando de forma significativa a despesa e consequente prejuízo suportados pelo STI.

Concluem, referindo não deixar de ser estranho o recurso a tal “oficina” (visto tratar-se de uma empresa dedicada ao comércio e importação de automóveis) para efetuar esta reparação.

Pelos vistos, membros do Conselho Fiscal, deslocaram-se à dita “oficina” , constatando que a sua atividade de reparações de automóveis era meramente residual, visando apenas retoques e correções de pequenas mazelas das viaturas destinadas a venda.

ESTRANHO NÃO?

E estas pérolas?

Situações estranhas, MUITO ESTRANHAS! INDICIANTES…

Em Janeiro 2014

Dia 10 – dois abastecimentos em Braga, no mesmo posto, o primeiro de 15,09€ às 13:08h e o segundo de 83,53€ às 14:02h;

Em Março 2014

Dia 29 – abastecimento de 70;00€ em Pombal, às 3:45h e 79,00€ às 11:11h em Braga (coitadinho… nem dormiu. Se estava em Pombal às 3h45 deveria ter chegado (indo a 200 como ele diz), por essas 5 horas! Ora se era ele que estava às 11 a atestar deveria (considerando que teria tomado banho) ter dormido umas 4 horas!

Em Abril 2014

Dia 13 (domingo) – abastecimento em Braga de 74,00€ às 11:07h Dia 14 – abastecimento em Braga de 70,00€ às 17:06h

Não há evidência de qualquer deslocação pela análise do registo de portagens (Via Verde)

Em Maio 2014

Dia 2 – abastecimento de 80,00€ em Pombal às 18:15h

Dia 3 (sábado) – abastecimento de 76,00€ em Braga às 15:03h Em Agosto 2014

Dia 14 (5a-feira) – abastecimento de 72,00€ em Pombal às 16:48h Dia 15 (feriado)

Dia 16 (sábado) – abastecimento de 90,00€ em Braga às 11:50h

Não há evidência de qualquer deslocação pela análise do registo de portagens (Via Verde)

Em Outubro 2014

Dia 5 – abastecimento de 85;01€ em Pombal às 13:34h Dia 6 – abastecimento de 70,00€ em Braga às 11:28h

Também, e ABUSIVAMENTE, faz do dinheiro do STI, dinheiro dele!

VEJAMOS!

Foi detetado o recurso intensivo a levantamentos em numerário, sem justificação plausível.

Assim, em janeiro de 2014 -170,00€; em fevereiro – 340,00€; em março – 420,00€; em abril -170,00€; em maio – 505,00€; em junho -170,00€; em julho – 140,00€; em agosto – 240,00€; em Setembro – 1.010,00€.

Consideram que a utilização do cartão para estes movimentos é desnecessária e abusiva, tendo como consequência reposições posteriores as quais são difíceis de controlar, porquanto não são feitas em documentos autónomos que identifiquem objetivamente as situações em causa.

Pelos documentos chegamos também às seguintes conclusões:

Considerando que atesta o carro em Pombal e que dali a casa são 220 km, e considerando também os litros que mete logo no outro dia, constata-se que o carro faz médias de 30 litros aos 100 KM!!!

MAS ESTA SENHORES… ESTA É DIGNA. É MESMO À PAULO RALHA!

Documento n.º 1671, relativo a abastecimento de combustível no montante de € 70,00, pago em numerário, ocorrido às 20.12 horas do dia 02.11.2014, no posto de abastecimento de Braga onde habitualmente os abastecimentos são pagos em dinheiro,( pois ele MENTE ao dizer que não tem terminal ATM).

Factura gasóleo Factura gasóleo Alcochete 2-11 Portagem

Acontece que, às 19.29 horas do mesmo dia 2 de Novembro, conforme se pode constatar pelo extrato da Via Verde, a viatura afeta ao Sr. Presidente, 96-DL-41, que supostamente abasteceu em Braga às 20.12 horas, circulava na portagem da Maia, nos arredores do Porto, em direção a Sul, tendo passado na portagem de Alverca às 21.39 horas, como se comprova no mesmo documento.

Acontece ainda que, nesse mesmo dia 2 de Novembro, pelas 22.59 horas, foi feito um novo abastecimento de € 70,00 na área de serviço de Alcochete, conforme documento n.º 1670.

QUID JURIS?

Leia, divulgue e comente, para que essa vozinha de anjo não se faça vítima.

TEMOS PENA _ Por OLHO VIVO E ZÉ D’OLHÃO

COITADO DO JOÃO GUERRA!

Apanhado na curva, convenceram-no a ser candidato a presidente do Conselho Fiscal, numa lista para a qual não contribuiu e cujos candidatos desconhece.

Mas, pior do que isso, é que aparecem mails assinados por ele, mas elaborados pela “OVELHA RANHOSA”, nick name do Vasco Mesquita- TATA 3, área da Justiça,  já foi delegado sindical e integrou a Distrital do Porto durante dois mandatos, de onde foi corrido por não pedir autorização ao snr. Moreno para integrar em tempos uma lista.

Aliás, se tivesse juízo (joão Guerra), nem se meteria nisto.

As provas por ele dadas, são mais do que suficientes para aferir a sua in(capacidade)!

São tão bons, têm um currículo tão invejado, que quando o snr João Guerra foi tesoureiro numa DN presidida pelo snr Medeiros, fizeram o STI pagar umas dezenas de milhares de contos, por se terem “ESQUECIDO” de pedir a isenção de sisa na compra da sede, mais coima e juros.

Inclusive, como tesoureiro da Distrital de Lisboa, pagou por variadíssimas vezes despesas de km efectuadas pelo amigo do snr Amândio (outro lente da lista do ralha) snr Paulo Marques, quando sabia perfeitamente que ele não tem carro, e pior ainda, nem tão pouco carta de condução.

E são estes os impolutos candidatos, que mais não são que paus mandados do kamarada ralha, que se preocupam em meter alfinetes, em vez de dizerem ao que vão!

QUEREM LIMPAR A IMAGEM DE UM INDIVIDUO QUE METE AO BOLSO DINHEIRO DAS QUOTAS DOS SÓCIOS!

Vêm depois enumerar as qualidades

João Guerra- ITA na UGC, forte experiência sindical, tendo sido tesoureiro do STI, DE FRACA MEMÓRIA PELO ACIMA RELEVADO!

Vasco Mesquita- TATA 3, área da Justiça,  já foi delegado sindical e integrou a Distrital do Porto durante dois mandatos, OPORTUNISTA POR DEMAIS CONHECIDO E UM INCOMPETENTE PROFISSIONAL, CORRIDO PELO MORENO.

Elisa Antunes- TATA 3 na Secção de Cobrança do SF Amarante. Vasta experiência sindical E NÃO SÓ, delegada sindical, DEMASIADO CONHECIDA PELAS SUAS in(CAPACIDADES) E APOLITICAMENTE RAIVOSA.

Carlos Carvalho – Licenciado em Contabilidade e Gestão, TATA deste Ago./99. Atualmente estagiário IT. Exercício de funções no STI,  como delegado de base e dois mandatos como dirigente da Distrital de Braga e delegado aos conselhos nacionais (OUTRO PAU MANADADO DO RALHA, TAMBÉM HIPOTECOU O STI BRAGA À USB-BRAGA/CGTP.in, DO QUAL É MEMBRO DA DIREÇÃO.

Ora são estes senhores que querem branquear os FURTOS do snr. Ralha.

Só nos apetece fazer um comentário:

JOÃO GUERRA! Se ainda tens um pingo de vergonha, se te achas digno (apesar dos erros) de ajudar o STI, SALTA FORA!

COM ESTES, NÃO!

O QUE ELES DIZEM QUE FIZERAM…

O QUE ELES DIZEM QUE FIZERAM…

O Que Foi Feito

Ao longo dos últimos quatro anos em que dirigimos o STI, podemos orgulhar-nos (PODEM LIMPAR AS MÃOS À PAREDE) de SE terEM bem servido LIXANDO os sócios e engrandecido OS BOLSOS À CONTA Do sindicato com a nossa ação. Há “obra” feita e essa é a maior garantia que qualquer sócio PODE COMPROVAR NO SITE https://pauloralhaosindicalistarasca.com/ E pode ter na hora de escolher a equipa que o vai representar. Numa atitude de NÃO transparência e proximidade registámos publicamente todas as iniciativas desenvolvidas pela Direção Nacional na cronologia da página oficial do STI no facebook, COM EXCEÇÃO DOS DESVIOS, DA GESTÃO RUINOSA, DO ABOTOANÇO, ETC

  • Conseguimos a introdução no texto da lei do FET e do FEA, como suplementos permanentes (alíneas a) e j), do artigo 2º, do DL 25/2015). AHAHAH, FOI A APIT
  • Travamos um PREMAC, vazio de conteúdo e sem soluções, que reforçaria a desertificação do país, feito sem regra e sem objetividade, e que avançou em praticamente todos os outros Ministérios. ISTO É OUTRALISTA VIP. Criam a instabilidade para aparecerem como heróis. Prática Comunista.
  • Promovemos a alteração legislativa que possibilitou a opção pelo vencimento de origem durante o estágio. Este facto permitiu a centenas de colegas a frequência do período probatório para ingresso na carreira de IT, sem perda de vencimento (artigo 8º, da Lei 68/2013). FOI A APIT
  • Reforçámos, de forma inédita, a imagem e a posição do STI na comunicação social. GRANDES ANORMAIS! LIXARAM FOI TODOS OS COLEGAS PARA O RALHA APARECER EM GRANDE NO BE
  • Assinámos o diploma que permitiu o regresso às 35 horas de trabalho, na RAMadeira. FOI O SINTAP
  • Combatemos e recusamos a assinatura de um SIADAP, que não serve os trabalhadores e que é um fator de desmotivação e destruição do trabalho de equipa. BOA MERDA
  • Lutámos em todos os campos (jurídico, político e administrativo) para alcançar a revisão das carreiras e obter o vínculo de nomeação, para todas as categorias profissionais. ONDE ESTÁ? QUE RESULTADOS? NADA! ALDRABÕES, NÃO CONSEGUIRAM NADA.
  • Lutámos pela reposição da Avaliação Permanente, e correspondente formação, para satisfazer os nossos anseios profissionais e manter a excelência dos serviços prestados pelos trabalhadores. TAMBÉM NÃO VI NADA. NÓS LUTAMOS SIM, VOCÊS GOZARAM. NÓS PERDEMOS GREVE, VOCÊS ATÉ DEBITARAM AJUDAS DE CUSTO. FOI SÓ ENCHER OS BOLSOS.
  • Credibilizamos o STI junto dos partidos políticos e grupos parlamentares. Nesse sentido fomos convidados a dar o nosso parecer, nas sedes partidárias e em sede de comissão parlamentar, sobre vários assuntos laborais e fiscais, entre os quais a suspensão de penhoras de imóveis, a cobrança de portagens, a reorganização dos serviços de finanças, a requalificação profissional e a alteração do horário de trabalho. AHAHAHAH GRANDE TRABALHO… ESTAMOS TODOS SATISFEITOS COM O QUE não CONSEGUIRAM.
  • Participamos, como AUTOconvidados, em vários fóruns internacionais, donde destacamos as presenças no “TAXE Committee” e na conferência sobre “Crimes Fiscais – A Perspetiva dos Trabalhadores”, ambas realizadas no Parlamento Europeu. Facto inédito e demonstrativo da credibilidade que o STI alcançou junto das instituições europeias. 5 MINUTOS DE FAMA PARA O RALHA. ONDE ESTÃO OS RESULTADOS PARA NÓS CONTRIBUINTES DAS QUOTAS QUE MAMAM?
  • Organizámos múltiplas conferências e ações de formação em diversos pontos do país, contribuindo para a valorização profissional e pessoal dos sócios e dos quadros sindicais. E MAMAR UNS MILHRES EM AJUDAS DE CUSTO E PACOTES DE BENEFÍCIOS PARA DAREM a vocês mesmos.
  • Diminuímos os encargos do STI com o seguro de saúde, em mais de 100 mil euros/ano, obtendo simultaneamente mais benefícios para os associados, dos quais podemos destacar o facto de o seguro ter passado a ser vitalício. GRANDE COISA, COM OS PRÉMIOS A BAIXAREM… E NÃO FALAM NO LUCRO QUE VÃO DAR AGORA À SEGURADORA? SERÁ QUE ALGUÉM VAI AO MÉDICO ATÉ AO FIM DO ANO PARA PERDER DINHEIRO? Ora Não indo e não apresentando despesas, estão a dar de mão beijada aí uns 450 mil euros à seguradora. PATIFES! BANDIDOS!
  • Protocolamos, com especialistas, consultas de psicologia em vários pontos do país. POIS, ONDE NÃO HÁ SÓCIOS
  • Instituímos um fundo de apoio de emergência, que permitiu a dezenas de associados fazer face a despesas prementes e extraordinárias. O QUÊ? 100 EUROS?
  • Assinámos, para todos os sócios, um seguro de responsabilidade civil profissional, complementar e mais abrangente do que o da AT. E QUANTO GANHARAM COM ESSE NEGÓCIO QUE NÃO INTERESSA DUPLICADO?
  • Lutámos por melhores condições de trabalho e salubridade, e denunciamos interna e publicamente a degradação de instalações e dos meios que (não) são postos à disposição dos trabalhadores. RESULTADOS? ZERO!
  • Criámos, dada a relevância e a fidelidade demonstradas ao STI, o encontro nacional de sócios aposentados. SÓ VÃO OS DO COSTUME.
  • Promovemos um sindicalismo de proximidade, efetuando visitas a mais de 260 serviços, onde realizamos plenários e reuniões com os sócios e os trabalhadores. COBARDES… E OS OUTROS 100? NÃO DÃO AJUDAS DE CUSTO? OU SERÁ QUE TÊM OS OLHOS ABERTOS?
  • Organizámos a Corrida dos Impostos, como forma pública de sinalizar o aniversário do Sindicato e cimentar o nome e a atividade do STI junto da sociedade, contribuindo com parte das receitas obtidas para ajudar organizações de apoio social. É LINDO DAR E GASTAR DINHEIRO DOS OUTROS.
  • Publicamos a revista Sociedade e Fiscalidade, relevando o papel do STI junto dos sócios e da sociedade portuguesa. O QUÊ? Essa revista politiqueira ESQUERDISTA CAVIAR?
  • Realizamos a maior greve do STI em 20 anos utilizando, para o efeito e pela primeira vez, o Fundo de Greve. ILEGALMENTE, DIGAM. E HOUVE UMA COM MAIS ADESÃO E MUITO MAIOR SEUS ALDRABÕES.
  • Adquirimos uma sede para a distrital de Lisboa, que irá permitir a esta estrutura desenvolver, no futuro, um trabalho mais profícuo em benefício dos sócios. GRAÇAS AO PRESIDENTE DA DISTRITAL DE LISBOA QUE SE NÃO CALOU E QUE QUERIAM EXPULSAR E OCUPAR ILEGALMENTE A SUA SEDE. E QUEM ADQUIRIU FOI O DINHEIRO DOS SÓCIOS.
  • Assinámos protocolos, em múltiplas áreas, com diversas instituições, em todo o território nacional. NÃO SABEMOS O QUE FAZER COM TANTOS BENEFÍCIOS!
  • Reatamos as relações institucionais com a Direção-Geral, que se tinham perdido no mandato anterior. PODEM LIMPAR AS MÃOS À PAREDE. DE CONVERSA FIADA ESTAMOS CHEIOS. QUEREMOS RESULTADOS.
  • Numa conjuntura em que outras estruturas sindicais viram reduzidos os seus sócios, entre 2012 e 2015, aumentamos o número de sócios do STI de 8559 para 9664. Um aumento de 1085 sócios, ou seja, mais de 10 porcento, dos quais mais de 200 vieram da ex-DGAIEC. AGRADEÇAM ÀS DISTRITAIS! NÃO ESTEJAM A QUERER OS LOUROS DAQUILO PARA QUE NÃO CONTRIBUIRAM. E OS DA DGAIEC VIERAM PELO SEGURO. SEJAM HONESTOS!

ORA PERANTE ESTE LOTE DE MENTIRAS, NÃO FIZERAM A PONTA DE UM CORNO. OU SEJA, FIZERAM.

DELAPIDAR O PATRIMÓNIO!

O QUE ELES DIZEM QUE FIZERAM…

OLHO VIVO E ZÉ D’OLHÃO, não podiam deixar de comentar o que eles fizeram(?)

O QUE ELES DIZEM QUE FIZERAM…

O Que Foi Feito

Ao longo dos últimos quatro anos em que dirigimos o STI, podemos orgulhar-nos (PODEM LIMPAR AS MÃOS À PAREDE) de SE terEM bem servido LIXANDO os sócios e engrandecido OS BOLSOS À CONTA Do sindicato com a nossa ação. Há “obra” feita e essa é a maior garantia que qualquer sócio PODE COMPROVAR NO SITE https://pauloralhaosindicalistarasca.com/ E pode ter na hora de escolher a equipa que o vai representar. Numa atitude de NÃO transparência e proximidade registámos publicamente todas as iniciativas desenvolvidas pela Direção Nacional na cronologia da página oficial do STI no facebook, COM EXCEÇÃO DOS DESVIOS, DA GESTÃO RUINOSA, DO ABOTOANÇO, ETC

  • Conseguimos a introdução no texto da lei do FET e do FEA, como suplementos permanentes (alíneas a) e j), do artigo 2º, do DL 25/2015). AHAHAH, FOI A APIT
  • Travamos um PREMAC, vazio de conteúdo e sem soluções, que reforçaria a desertificação do país, feito sem regra e sem objetividade, e que avançou em praticamente todos os outros Ministérios. ISTO É OUTRALISTA VIP. Criam a instabilidade para aparecerem como heróis. Prática Comunista.
  • Promovemos a alteração legislativa que possibilitou a opção pelo vencimento de origem durante o estágio. Este facto permitiu a centenas de colegas a frequência do período probatório para ingresso na carreira de IT, sem perda de vencimento (artigo 8º, da Lei 68/2013). FOI A APIT
  • Reforçámos, de forma inédita, a imagem e a posição do STI na comunicação social. GRANDES ANORMAIS! LIXARAM FOI TODOS OS COLEGAS PARA O RALHA APARECER EM GRANDE NO BE
  • Assinámos o diploma que permitiu o regresso às 35 horas de trabalho, na RAMadeira. FOI O SINTAP
  • Combatemos e recusamos a assinatura de um SIADAP, que não serve os trabalhadores e que é um fator de desmotivação e destruição do trabalho de equipa. BOA MERDA
  • Lutámos em todos os campos (jurídico, político e administrativo) para alcançar a revisão das carreiras e obter o vínculo de nomeação, para todas as categorias profissionais. ONDE ESTÁ? QUE RESULTADOS? NADA! ALDRABÕES, NÃO CONSEGUIRAM NADA.
  • Lutámos pela reposição da Avaliação Permanente, e correspondente formação, para satisfazer os nossos anseios profissionais e manter a excelência dos serviços prestados pelos trabalhadores. TAMBÉM NÃO VI NADA. NÓS LUTAMOS SIM, VOCÊS GOZARAM. NÓS PERDEMOS GREVE, VOCÊS ATÉ DEBITARAM AJUDAS DE CUSTO. FOI SÓ ENCHER OS BOLSOS.
  • Credibilizamos o STI junto dos partidos políticos e grupos parlamentares. Nesse sentido fomos convidados a dar o nosso parecer, nas sedes partidárias e em sede de comissão parlamentar, sobre vários assuntos laborais e fiscais, entre os quais a suspensão de penhoras de imóveis, a cobrança de portagens, a reorganização dos serviços de finanças, a requalificação profissional e a alteração do horário de trabalho. AHAHAHAH GRANDE TRABALHO… ESTAMOS TODOS SATISFEITOS COM O QUE não CONSEGUIRAM.
  • Participamos, como AUTOconvidados, em vários fóruns internacionais, donde destacamos as presenças no “TAXE Committee” e na conferência sobre “Crimes Fiscais – A Perspetiva dos Trabalhadores”, ambas realizadas no Parlamento Europeu. Facto inédito e demonstrativo da credibilidade que o STI alcançou junto das instituições europeias. 5 MINUTOS DE FAMA PARA O RALHA. ONDE ESTÃO OS RESULTADOS PARA NÓS CONTRIBUINTES DAS QUOTAS QUE MAMAM?
  • Organizámos múltiplas conferências e ações de formação em diversos pontos do país, contribuindo para a valorização profissional e pessoal dos sócios e dos quadros sindicais. E MAMAR UNS MILHRES EM AJUDAS DE CUSTO E PACOTES DE BENEFÍCIOS PARA DAREM a vocês mesmos.
  • Diminuímos os encargos do STI com o seguro de saúde, em mais de 100 mil euros/ano, obtendo simultaneamente mais benefícios para os associados, dos quais podemos destacar o facto de o seguro ter passado a ser vitalício. GRANDE COISA, COM OS PRÉMIOS A BAIXAREM… E NÃO FALAM NO LUCRO QUE VÃO DAR AGORA À SEGURADORA? SERÁ QUE ALGUÉM VAI AO MÉDICO ATÉ AO FIM DO ANO PARA PERDER DINHEIRO? Ora Não indo e não apresentando despesas, estão a dar de mão beijada aí uns 450 mil euros à seguradora. PATIFES! BANDIDOS!
  • Protocolamos, com especialistas, consultas de psicologia em vários pontos do país. POIS, ONDE NÃO HÁ SÓCIOS
  • Instituímos um fundo de apoio de emergência, que permitiu a dezenas de associados fazer face a despesas prementes e extraordinárias. O QUÊ? 100 EUROS?
  • Assinámos, para todos os sócios, um seguro de responsabilidade civil profissional, complementar e mais abrangente do que o da AT. E QUANTO GANHARAM COM ESSE NEGÓCIO QUE NÃO INTERESSA DUPLICADO?
  • Lutámos por melhores condições de trabalho e salubridade, e denunciamos interna e publicamente a degradação de instalações e dos meios que (não) são postos à disposição dos trabalhadores. RESULTADOS? ZERO!
  • Criámos, dada a relevância e a fidelidade demonstradas ao STI, o encontro nacional de sócios aposentados. SÓ VÃO OS DO COSTUME.
  • Promovemos um sindicalismo de proximidade, efetuando visitas a mais de 260 serviços, onde realizamos plenários e reuniões com os sócios e os trabalhadores. COBARDES… E OS OUTROS 100? NÃO DÃO AJUDAS DE CUSTO? OU SERÁ QUE TÊM OS OLHOS ABERTOS?
  • Organizámos a Corrida dos Impostos, como forma pública de sinalizar o aniversário do Sindicato e cimentar o nome e a atividade do STI junto da sociedade, contribuindo com parte das receitas obtidas para ajudar organizações de apoio social. É LINDO DAR E GASTAR DINHEIRO DOS OUTROS.
  • Publicamos a revista Sociedade e Fiscalidade, relevando o papel do STI junto dos sócios e da sociedade portuguesa. O QUÊ? Essa revista politiqueira ESQUERDISTA CAVIAR?
  • Realizamos a maior greve do STI em 20 anos utilizando, para o efeito e pela primeira vez, o Fundo de Greve. ILEGALMENTE, DIGAM. E HOUVE UMA COM MAIS ADESÃO E MUITO MAIOR SEUS ALDRABÕES.
  • Adquirimos uma sede para a distrital de Lisboa, que irá permitir a esta estrutura desenvolver, no futuro, um trabalho mais profícuo em benefício dos sócios. GRAÇAS AO PRESIDENTE DA DISTRITAL DE LISBOA QUE SE NÃO CALOU E QUE QUERIAM EXPULSAR E OCUPAR ILEGALMENTE A SUA SEDE. E QUEM ADQUIRIU FOI O DINHEIRO DOS SÓCIOS.
  • Assinámos protocolos, em múltiplas áreas, com diversas instituições, em todo o território nacional. NÃO SABEMOS O QUE FAZER COM TANTOS BENEFÍCIOS!
  • Reatamos as relações institucionais com a Direção-Geral, que se tinham perdido no mandato anterior. PODEM LIMPAR AS MÃOS À PAREDE. DE CONVERSA FIADA ESTAMOS CHEIOS. QUEREMOS RESULTADOS.
  • Numa conjuntura em que outras estruturas sindicais viram reduzidos os seus sócios, entre 2012 e 2015, aumentamos o número de sócios do STI de 8559 para 9664. Um aumento de 1085 sócios, ou seja, mais de 10 porcento, dos quais mais de 200 vieram da ex-DGAIEC. AGRADEÇAM ÀS DISTRITAIS! NÃO ESTEJAM A QUERER OS LOUROS DAQUILO PARA QUE NÃO CONTRIBUIRAM. E OS DA DGAIEC VIERAM PELO SEGURO. SEJAM HONESTOS!

ORA PERANTE ESTE LOTE DE MENTIRAS, NÃO FIZERAM A PONTA DE UM CORNO. OU SEJA, FIZERAM.

DELAPIDAR O PATRIMÓNIO!

AFINAL NÃO ERA SÓ CONVERSA!

Tal como muitos, também nós estávamos à espera de ação.

E pasme-se, afinal a coisa é grossa.

OLHO VIVO e ZÉ D’OLHÃO, trataram de fazer consultas e tiveram acesso ao processo. A TODO O PROCESSO, e garantem que nada vai ser como dantes.

As provas apresentadas, são claras. Evidenciam o saque a que o STI esteve sujeito, e o conluio de alguns.

Como alguém disse, tão ladrão é o que rouba, como o que à porta fica…

Mas neste caso não é só o Ralha e a Hersília, são mais! Uns por ação, outros por omissão. E ao assinarem, serão TODOS.

QueixaRalhaQueixaRalha1

Porém também existe quem desconheça o modus operandi dos sacadores, que ainda não acreditam, mas que neste momento estão preocupados

PARA RIR – Ainda Mais e Melhor? Deus nos livre!

_A Lista A Vilanagem

Por:

OLHO VIVO e ZÉ D’OLHÃO

Confessamos que ficamos, sei lá como, depois da leitura do vómito escrito pelos putrefatos da Lista A.

Ainda mais e melhor? Mais e melhor do quê? Do mesmo? Mas será que não se conseguem do que fizeram? Será que os novos integrantes lista não viram o que este Ralha fez ao sindicato?

_A Lista A11

OU SERÁ QUE TAMBÉM QUEREM METER A MÃO NO POTE?

Será que vamos ter mais Ralhas e Hersíias a sacar?

Essa de ser lista de continuidade, com a integração de colegas com grande experiência e mérito profissional, só para rir.

Vejamos quem são:

Grande experiência do Moreno, pode-se comparar à do Ralha. Utilização do cartão para pagar os almoços, utilização da conta do STI para emprestar aos amigos, etc. Há mais, mas vão ficar para outras núpcias. Aliás no Porto é bem conhecido, mas não é pelo mérito… profissional. Mais por ser calão e vingativo.

Quanto ao sr. Ferraz, admira-nos ou talvez não, alguma mal dada, o seu aparecimento na lista, depois de tudo o que disse do candidato. Esperemos para saber o que andou por trás…

O madeirense Nuno Dias, tem uma experiência danada em ponchas, niquitas, milho frito, espetadas e bolo do caco. A sua vinda, na ânsia dos votos que nunca teve da madeira, a convite do despesista, é mais uma machadada no orçamento do STI, e uma ajuda à TAP.

O sr. Amândio, tem experiência a espremer borbulhas ao gémeo e vice-versa. Sindicalmente foi um desastre. Se fosse bom, não teria sido copiosamente derrotado. Quanto ao mérito, só se for a pagar favores, justificar faltas na feitura de livros e dar a borbulha…

VANDA CRISTINA MENDES BENTO – Vila Nova da Barquinha, coitada, nem sabe o antro onde se vai meter. Mas gostaria de saber qual a grande experiência e mérito profissional. Em quê e onde.

Bem, este malandro, MANUEL ARMANDO PINTO PEIXOTO NOVO, ao que sabemos, só quer ter uns dias para ter um ninho por conta do STI. Mas impomos uma condição! Só marcam um quarto. O STI Não paga quarto à Maria na ermida. Tem de ser mesmo no Hotel E ou paga a um ou à outra. OK?

Por último, the least but not the last, o supra sumo da inteligência brejeira, autêntico atentado à inteligência, o GRANDE trabalhador de língua, o JORGE MANUEL LAGES VIEGAS MARQUES ALMEIDA de CASCAIS 1. Quem o ouvir falar pela 1ª vez, não o leva preso. Depois começa a compreender quem é o bicho! É incapaz de reconhecer que não compreende nada de nada, que não percebe nada de nada, ,ou que não tem bagagem para interpretar ou opinar certos géneros, principalmente quando não tem para tal, bagagem.

A estupidez acentuou-se de tal modo que lhe toldou o raciocínio. Ao afirmar arrogantemente e agressivamente que algo não presta, apenas porque não se identifica ou não consegue compreender o que se discute, demonstra bem o quão as pessoas que o convidam também estão bloqueadas e carregadas de preconceitos.

Tal e qual o provérbio.

DIZ-ME COM QUEM ANDAS…

NOTA: Quanto ao que fizeram… merece um post só para tal…